AmbientalOffice - Blog - Como lidar com o medo de falar em público
AmbientalOffice - Blog - Como lidar com o medo de falar em público

Como lidar com o medo de falar em público

Chega de perder oportunidades. Mostre ao mundo o seu potencial.

Seja na vida profissional ou educacional é inevitável: em algum momento você será obrigado a falar em público. E isso pode ser a morte para muitas pessoas. Ter que ir lá, se expôr, fazer uma apresentação, vender uma ideia. O que pode ser uma tarefa simples e prazerosa para alguns, para outros é um verdadeiro pesadelo. E isso é mais comum do que você pensa. Na América do Norte, por exemplo, o medo número 1 é o de falar em público. Ele vem antes inclusive do medo da morte, que fica em segundo lugar.

Mas o que é o medo?

medo ê/ substantivo masculino

1psic estado afetivo suscitado pela consciência do perigo ou que, ao contrário, suscita essa consciência. “m. ao se sentir ameaçado”

2. temor, ansiedade irracional ou fundamentada; receio. “m. de tomar injeções”

O medo nada mais é do que a antecipação da dor. É o sofrimento por algo que você desconhece, que está por vir ou que você tema que aconteça. No caso de falar em público, esse medo é chamado de Glossofobia.

Os principais sintomas da glossofobia são ansiedade ou nervosismo antes de se apresentar a uma plateia, seja ela pequena ou grande. Mas, em casos mais extremos podem surgir sintomas físicos como ataques de pânico, sudorese, tremores, boca seca, náuseas e/ou vômitos, perca momentânea da voz, aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca.

A causa exata desse tipo de medo é desconhecida, mas em diversas situações está associada à eventos traumáticos anteriores, baixa auto-estima e falta de auto-confiança.

“Eu sei como é ter medo de falar em público, abordar pessoas ou ser tímido em certas situações. Vejo a timidez como um sentimento de inadequação ou incapacidade diante de algo que leva o tímido ao estado chamado “paralise de análise”. É um processo cognitivo-comportamental muito relacionado à ansiedade e fobia social. Em maior ou menor escala, a maioria das pessoas tem inibições em algum momento de suas vidas ou em dado contexto ou situação, seja para falar algo diante uma platéia (às vezes até pequena) ou por timidez. Existe uma possibilidade remota de em certas situações eu acabar em evidência ou exposição e isso ter uma repercussão no quanto eu ou os outros me julgam adequado ou capaz para algo. Se eu ficar tímido, me vejo sendo coagido e esquivando de algo aversivo. Assim, se eu não interromper esse ciclo, acabo selecionando comportamentos tímidos pelo reforço negativo, que é a recompensa por se esquivar, fugir ou lutar contra algo aversivo. O coaching de habilidades sociais, contudo, tem uma visão otimista do potencial humano: é normal e aceitável não ser perfeito e ter determinadas dificuldades. O nosso trabalho na Psicologia e no Coaching ajudam os clientes ao revelarem como fazer certas mudanças cognitivas, comportamentais, emocionais, entre outras – facilitando e apoiando uma modificação biopsicosocial, ao ensinar como resolver dificuldades com estratégias já comprovadamente eficientes.” Jorge Lacerda, psicólogo e terapeuta comportamental.

Dicas para superar o medo de falar em público

Por mais que você tema, uma hora ou outra esse momento de falar para uma plateia irá chegar. Ainda mais se você for um empreendedor. É preciso saber vender (e bem) seu peixe, passar confiança e mostrar que você acredita naquilo que está falando. Então, para ficar um pouco mais fácil, separamos aqui algumas dicas:

  1. Prepare-se: A preparação é fundamental. E por preparação não entenda apenas preparar aquilo que você vai falar. Você deve estar preparado para tudo o que pode acontecer. E se o pendrive com a apresentação não funcionar? E se a internet pifar? E se eu me atrasar? E se forem poucas pessoas? E se forem muitas pessoas? E se, e se, e se… Preveja tudo o que pode dar errado, chegue com bastante antecedência, conheça antes o local para verificar se dispõe de toda a estrutura que você precisa. E claro, o fundamental: esteja com o discurso na ponta da língua, prepare uma apresentação adequada com o seu discurso e objetivo, antecipe as dúvidas que o público pode ter e esteja pronto para responder perguntas. Ter domínio sobre o assunto é fator primordial para você se sair bem, ensaie. Discurse na frente do espelho, grave vídeos, coloque os gatos, cachorros, irmão mais novo ou filhos como plateia. Pratique muito.
  2. Foque na oportunidade e não no sofrimento: Antes de se lamentar, sofrer e se debater no chão pensando em quanto vai ser constrangedor subir em um palco (ou algo do tipo) e se expôr, lembre-se que está diante de uma grande oportunidade: dividir algo que você pensa, planejou ou trabalhou para acontecer. É hora de brilhar, de mostrar ao mundo tudo o que se passa aí dentro da sua cabeça, mostrar o quão capaz você é. É o seu momento, então aproveite, relaxe e seja um rock star.
  3. Não se cobre tanto: Ninguém tinha percebido o quão nervoso você estava até que você disse: Desculpe, estou muito nervoso. Quando a hora chegar, relaxe. Se algo não saiu como o planejado é só você quem sabe disso, não precisa contar para todo mundo nem mostrar suas fraquezas. Finja normalidade, estufe o peito e demonstre que sabe o que está fazendo. Inevitavelmente alguma coisa vai sair diferente do planejado, mas não se desculpe por isso e não foque na perfeição absoluta, afinal somos serumaninhos e estamos suscetíveis ao erro.
  4. Entretenha o público: Porém de leves. O objetivo não é ser um bobo da corte, mas ao iniciar sua apresentação sorria e tente quebrar o gelo inicial de alguma maneira fazendo com o que o público sorria de volta e crie alguma identificação com você. Se você tiver uma piada boa e apropriada à ocasião, não ouse em utiliza-la com sabedoria. Ou conte uma história, cite um escritor/filme/whatever. Enfim, comece de uma maneira leve tanto para você quanto para o público.
  5. Respira fundo e vai: Se solte, respire fundo, faça alguns exercícios de alongamento e se joga que a hora é sua. Acredite em você, você sabe que é capaz. Então bota aquela roupa bacana (e apropriada à situação, logicamente) que te deixa com ar confiante e vai em frente. A primeira vez vai ser sempre mais difícil, a gente sabe, mas com o tempo e a prática você vai acabar tirando de letra.

Ah, e se você precisa resolver esse problema com seu medo o quanto antes, participe do workshop do Jorge Lacerda que vai rolar aqui no Ambiental Office dia 16/09/17, usando o código CANSEIDETERMEDO no momento da compra você ainda garante um desconto especial na sua inscrição. Chega de perder oportunidades e se sentir limitado, mostre ao mundo do que você é capaz.